Alegria, Música, Dança e Fé


Como todos que acompanham meu Blog sabem eu não gosto muito de teoria, eu gosto de falar do que eu entendo, do que eu sinto e da minha visão dentro de um certo fundamento. Hoje quero falar sobre o Candomblé e a Umbanda no que se refere a alegria.  O que me chamou a atenção em ambas Religiões era a música, o som que fazia se envolver, se concentrar em nossa Fé, fazendo mexer nossos corpos festejando nossos ancestrais, festejando a vida, a alegria e em alguns momentos nos envolvendo em um choro de agradecimento, um choro de cansaço, um choro de súplica, um choro de amor e de fé. Os toques, os cantos, a dança tanto na Umbanda, quanto no Candomblé nos faz lembrar de um povo que lutou, que viveu, que sobreviveu e superou dificuldades. Um sentido que eu vejo que anda se perdendo com o tempo, o lembrar de um povo, o sentido de colocar a alegria acima das dificuldades, o sentido de nos ensinar que acima de tudo temos que manter o bom astral tem se perdido dentro da vaidade, do "oba oba". Na atualidade vejo algumas pessoas transformando a religião em balada, em casas noturnas, em boates, em um local onde querem mostrar quem está com a roupa mais cara, com o fio de contas mais valioso e isso é uma bosta. Desculpa a palavra utilizada, mas isso é realmente uma bosta! 
O fato de nos vestirmos bem é pela divindade, por Deus, para agradecermos a Deus a vida, aos Orixás, as Entidades pela força que nos dão nos momentos bons e ruins. O fato de dançarmos, de nos alegrarmos durante os toques é para não nos esquecermos que na vida temos que ter forças para superar qualquer situação. É com Fé que se chega a qualquer lugar!!! É com a Amor e Alegria que se tem tudo!
Infelizmente temos perdido isso, é lamentável...As pessoas deviam não confundir alegria com safadeza...Isso faz perdemos a beleza do culto que nos foi deixado.
Samir Castro

Comentários

Postar um comentário

Comente nossas postagens! É importante para nossa Equipe!

Postagens mais visitadas deste blog

Exú Cainana

Curiosidades - Exú Brasinha