Tronqueira


Vejo tantas pessoas procurando saber como cuidar de Exú na Umbanda, como fazer oferendas, como acender velas.
Bom todos os procedimentos devem ser aprendidos dentro da Casa de Orixá, Templo, Terreiro, ou como queiram chamar. Cada casa possui sua forma de tratar Exú, em geral todos estes elementos são colocados em um local especifico chamado Tronqueira, as Tronqueiras em sua maioria ficam na porta de entrada das casas de Umbanda, em alguns lugares ficam escondidos afastados dos olhos do público em um local especifico, em outros Terreiros são construídos realmente "Quartos de Exú", como são popularmente chamados, são espaços grandes que ficam localizados na parte de trás dos Terreiros ou na parte da frente das Casas estando a Esquerda de quem entra ou construídos em um local determinado pelo Guia Chefe ou pelo Próprio Exú do Dirigente Espiritual.
Por isso quando algumas pessoas se aproximam de mim tentando criticar como é feito um fundamento de determinadas casas, não importa se é na frente, atrás ou nas paredes laterais do terreiro, o que importa é o seu interior, a sua fundamentação, que deve ser baseada em elementos que fazem sentido ritualístico, motivo para estarem ali, isso sim dita a força de qualquer firmeza em uma Casa de Orixá.
A Tronqueira contém Imagens relacionadas aos Guardiões da Casa, estes elementos são relacionados aos mesmos tais como: moedas, tridentes, bebidas, pontos riscados, taças, copos e todos os elementos que representam sua força energética.
A forma de alimentar a energia ali contida varia de casa para casa, ou seja, utilização de ervas e bebidas relaciona aos mesmos, ou somente o tratamento de bebidas em suas limpezas e energizações; uso de velas se é preta e vermelha (mista). se é preta e vermelha (separadas), se é preta, vermelha e branca, tudo varia do conhecimento que aquele Zelador ou Zeladora possui sobre o uso das velas, das cores, ou seja de suas funções. O uso de um copo, de uma quartinha escondido em um determinado local dentro da tronqueira que canaliza a energia vinda de fora e que muita das vezes é usado na gira de Exú, isso varia muito de casas para casa, pois outras pessoas usam outro elemento para fazer esta função. Por isso eu falo que tudo tem que ter um sentido, então sair criticando por criticar não está certo pessoal.
Apesar das diferenças na sua forma de construção, montagem da mesma, energização, a sua função em todas as formas é de impedir a entrada de energias negativas, de proteção de toda o espaço sagrado (Templo Religioso) mantendo assim o equilíbrio do Ambiente. Neste local devem entrar ou mexer somente pessoas autorizadas, não sendo recomendado que outras pessoas vejam o seu interior e os elementos ali contidos.
Além disso deve ser o primeiro local ao ser saudado pelos filhos ao chegarem em suas Casas de Axé, saudar Exú pedindo proteção, equilíbrio e afastamento de energias negativas. Por ser um local considerado também um para-raio onde toda energia negativa será captada e canalizada; é recomendado extremo respeito, evitar conversar em frente a estes locais, controlar pensamentos é muito importante, aprendi que "Cuidado com o que pensa ou fala na frente de Exú", mas isso não quer dizer que o filho não deve controlar seus pensamentos em outros locais dentro da Casa de Orixá ou em suas próprias moradias, pelo contrário, a tronqueira nos ensina que Exú, Pombagira e Exú Mirim estão presentes em tudo, que sem eles nada é feito, que sem eles não existe a Lei, e eles são os aplicadores da lei.

Meus Respeitos Exú!
Exú é Ganga no Aro!

Samir Castro

Informações sobre Jogo de Búzios - Brasil e Exterior:
WhatsApp - (15)981040185 / Tim - (15) 98163-6347/98104-0185 / Claro - (15)99181-3683 / Vivo(15)99622-5249 / E-mail:akesan@live.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exú Cainana

Curiosidades - Exú Brasinha