Sòròkè (Xoroquê) - Ògún (Ogum)...Èsù (Exú)..Pensando...


Meus amigos não estou aqui para entrar em fundamentos e sim para falar com simplicidade sobre algumas questões. Não quero dizer o que é certo ou errado, mas quero sim buscar modificar certos conceitos errados dentro da nossa religião. Todos os meus textos são simples, objetivos e claros. Caso alguém se sinta ofendido deixo aqui as minhas sinceras desculpas e desejo que pare para pensar, pois se doeu, serviu...
Para iniciarmos este texto temos que entrar em questões polêmicas, questões que causam uma certa discordância dentro do nosso Culto, muitos conceitos foram criados por conta do preconceito interno (dentro da nossa religião) e até mesmo por falta de conhecimento. Buscar o conhecimento e mudar conceitos não é afrontar nossos zeladores, nossos mais velhos, nossas raízes, é na verdade somar com a beleza e a grandiosidade do nosso Candomblé.
Para entrarmos no assunto Sòròkè (Xoroquê),  temos que lembar, que este é um dos temas mais polêmicos dentro da nossa Religião, mas temos que ter também  a consciência que a nossa Religião é feita de Bases e cada Base tem a sua verdade e por isso há tanta diversidade de opinião. O que eu disse agora não significa que bases não possam ser modificadas ou a elas adicionadas novas visões, até mesmo porque isto mantém a nossa religião viva e forte. Algumas bases foram geradas em cima de pré conceitos então nada  nos impede de avaliarmos, analisarmos e banir aquilo que não condiz com uma boa conduta religiosa. Se lutamos contra o preconceito por quê temos que manter alguns deles dentro de nossa religião? Se queremos mudar opiniões vamos primeiramente mudar a nós mesmos.
Quando se fala de Sòròkè, muitos dizem que seria um Orixá metade Ògún (Ogum) e metade Èsù (Exú), durante muito tempo ouvi algumas pessoas mais velhas falarem que antigamente por conta do sincretismo religioso, por conta da associação da figura de Èsù (Exú) com o diabo da Igreja Católica, algumas pessoas passaram realmente a crer nisso, então se iniciava um novo adepto para Ògún Sòrkòkè no lugar de Èsù, quando Èsù aparecia no jogo era feito este Ògún em seu lugar, isto explicaria uma grande quantidade de filhos deste Orixá e diziam para as pessoas iniciadas para esta qualidade que a mesma era metade Exú e metade Ogum, algo que não procede, é puramente preconceito religioso interno. Outros mantinham a tradição de que Èsù era um Orixá como qualquer outra Divindade, com individualidade e nada diabólico; jamais parecido com o que era pregado por aqueles que se baseavam no sincretismo religioso e por este motivo temos filhos de Èsù iniciados de fato.
Sòròkè significa segundo alguns estudiosos  "aquele que sobe a montanha e coloca fogo em suas vestes e entra Terra a dentro"; ou "aquele que habita no alto da montanha"; ou "aquele que grita no alto da montanha".
Mas existe Ògún Sòròkè e Èsù Sòròkè? Sim existem, são de comportamentos semelhantes e ritualísticas semelhantes.Este nome apenas mostra e afirma a relação de união entre Èsù e Ògún, o que é explicado na lenda a seguir.
Existe uma lenda que conta que Ògún ao voltar da guerra não foi recebido como deveria, não recebeu vinho de palma e não recebeu suas comidas prediletas. Enfurecido começou a atacar todos de sua cidade e após aquela crise de fúria, alguém se aproximou dele trazendo tudo que ele gostava e disse que ali se estava sendo realizada uma cerimônia para Oxalá. Este era o motivo de não ter sido atendido antes, então furioso com seu ato correu para o alto da montanha, gritando bem alto, colocando fogo em suas vestes e entrando terra a dentro. Junto a ele estava Èsù tentando controlá-lo e como bom companheiro do mesmo realizou o mesmo ato, então ambos foram chamados de Sòròkè.
Esta lenda na verdade nos ensina que devemos controlar o nosso temperamento, perante as situações da vida, principalmente quando parecemos ignorados, é uma lenda folclórica, mas que possui um fundamento e 
um ensinamento.
Já Sorokwe ao meu ver já seria um Vodun, relacionado ao Jeje, guardião das casas de Jeje, assunto ao qual não vou me aprofundar por não ser minha Nação. 
O que temos que entender é que existem filhos de Èsù, existem filhos de Ògún Sòròkè e existe Èsù Sòròkè, e em ambos os casos não somos marginais, não somos pessoas que não prestam e parem de querer nos dar outro santo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Fora o Preconceito e  Sejam Bem Vindos Novos Conceitos!!!
Samir Castro

Comentários

  1. Interessante artigo, mais uma vez, desmistificando e explicando um pouco sobre essa qualidade e esse Orixá tão "tumultuado" no conhecimento de alguns. Seria possivel postar sobre caracteristicas/temperamentos dos filhos deste Vodum/Orixa Xoroque, sendo ele Esu Soroque e Ogun Soroque?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente nossas postagens! É importante para nossa Equipe!

Postagens mais visitadas deste blog

Exú Cainana

Curiosidades - Exú Brasinha