Curiosidades - Exú Mirim Capetinha




É muito complexo falarmos sobre entidades, existem diversas visões e opiniões sobre este tema. Falar sobre qualquer entidade de Umbanda é delicado, pois sabemos sobre o espírito que deu Origem à determinada linha e por este motivo devemos nos lembrar que existem diversos outros espíritos que atuam na mesma, sendo então falangeiros e atuando como representas do espírito que à originou.
Exú Mirim Capetinha:
"Eu sempre fui um espírito diferente de todos os outros, o que eu vou dizer hoje sei que vai causar muita confusão, mas as pessoas precisam entender melhor as coisas que elas pensam que dominam.
Quando eu era criança tinha tudo que podia ter, caminhão de madeira, cavalinho de madeira, roupas e muito mais. Vivia cercado de tudo que era bonito e rico. Para os olhos dos outros tudo parecia um sol ou um céu coberto de estrelas, onde o amor parecia reinar dentro de uma família. Todos que nos conheciam achavam que vivíamos de abraços, de beijos, de felicidade e alegria. Nem imaginavam o quanto minha mãe e eu apanhávamos do meu pai, principalmente quando minha mãe apanhava e vinha descontar em mim. Éramos uma família muito rica, não tínhamos problemas, não tínhamos nada que fosse uma justificativa para essa situação, a não ser que o meu pai tinha um ciúme doentio de minha mãe, ele não aceitava que nenhum homem conversasse com ela e por isso éramos agredidos e quando ele agredia somente ela, ela descontava em mim, como já tinha dito.
Um dia eu já estava cansado, cansado de chorar, chorei muito, peguei um facão que tínhamos e quando eles estavam dormindo matei os dois. Então fugi de tudo e de todos para ninguém me pegar. Fui morar na rua, para sobreviver comecei a roubar, roubei um dia dois homens e eu roubei foi muito dinheiro deles. Um dia, passado um tempo, estava dormindo sossegadamente e foi quando eles me jogaram uma pedra na cabeça.
Só que o mais engraçado, é que neste dia eu estava olhando para o céu e sete estrelinhas me chamaram a atenção, comecei a chorar, a chorar, a chorar...Pedi desculpas por tudo que fiz, eu não devia ter feito o que fiz, nada justificava o que eu fiz, não estava certo, então pedi perdão e se tivesse que acontecer algo para me punir eu poderia ser punido, aí eu fui castigado morrendo desta forma. Então virei o capetinha para ajudar à todos...Aqui se faz aqui se paga."
Capetinha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exú Cainana

Curiosidades - Exú Brasinha