Entrevista com Pai Edson de Oxóssi por Samir Castro

Pai Edson de Oxóssi


Conte-nos sua trajetória religiosa.
R. Aprendi dentro de meu terreiro, rezando a cartilha de minhas entidades. Tenho um segmento, vai fazer agora dia 17/03/2012, 42 anos de estrada. Sou Filho de Oxóssi com Iemanjá, toco Angola que louva os Orixás.

Além das Imagens de Umbanda existem representações dos Orixás e Entidades parecidas com os Assentamentos do Candomblé?
R. Em se tratando de Umbanda Branca, como dizem, não, somente imagens de Santos Católicos; se existir outros elementos como assentamentos ou coisas semelhantes, não é mais Umbanda, já seria um outro segmento.

Qual o perigo de se ensinar ritualísticas para pessoas leigas?
R. Simplesmente em vez de ajudá-lo estará, com certeza, jogando ainda mais no buraco. Para isso existem os Zeladores aptos a fazerem. Assim como um Advogado em um tribunal, manda o leigo falar com o Juiz: o leigo fica preso.


Qual a importância do Amaci?
R. Dar maior firmeza para o médium, fazendo assim um contato maior com suas entidades, uma aproximação, digamos assim, eliminando toda essência negativa no Ori do médium.


Dentro das ritualísticas de Umbanda, quanto tempo é necessário para se tornar um sacerdote e quais obrigações deve-se ter?
 Nossa eu diria que a preparação é muito relativa, varia de médium para médium; cursos e tudo mais é bom no aprendizado, acredito que até seja importante, mas só estando dentro de uma casa, participando e passando por todos os preceitos necessários que se tornará um Sacerdote, e isso leva no mínimo 7 anos. Quanto às obrigações são várias dentro da ritualística de cada casa.  Na minha por exemplo, obrigação de 1 ano nos devidos campos santos, depois de 3 anos, depois de 5 anos e finalmente 7 anos.

Nos dias atuais é possível a união da Política e a Religiosidade?
R. Se realmente tivermos um líder que cumpra realmente o que diz, até seria sim, poderíamos reivindicar mais e ter um maior respeito e reconhecimento.

Quais os tipos de incorporações existentes? Qual sua visão sobre esta questão?
R. Incorporação para mim só existe uma: aquela que entregamos a nossa matéria para que as entidades possam se manifestar. Agora, tipo de mediunidade temos várias como: intuitiva, auditiva, psicografia, etc.

Qual a sua visão sobre cursos de sacerdócio?
R. Como eu disse, para um aprendizado teórico é maravilhoso, pelo menos se tem uma noção do que seria um Terreiro. Mas dizer que sai da li e vai abrir um Terreiro, para mim, desculpe, mas é piada, ninguém pode começar de cima para baixo. Existem hierarquias por onde temos que passar para depois termos condições para tal, e em um curso isso não acontece. Como eu disse: noção, tudo bem... sacerdote, jamais.

Deixa uma mensagem para o povo de Umbanda e Candomblé.
R. Vamos respeitar toda e qualquer nação, pois todas tem suas virtudes e são merecedoras de todo respeito; cada qual procura o caminho e tenho certeza que se este caminho sempre for para o bem, muito axé meus irmãos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exú Cainana

Curiosidades - Exú Brasinha